CPI da JMK

A deputada estadual Mabel Canto (PSC) participou de uma nova reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa do Paraná, pela qual faz parte como membro titular, para tratar de assuntos referentes a investigação de fraudes nos contratos da empresa JMK como prestadora de serviços de manutenção de veículos oficiais do Estado.

Na reunião, foram ouvidos a ex-Secretária de Administração do Estado Dinorah Botto Portugal Nogara que foi responsável pela implantação do modelo de contrato com uma empresa para manutenção de veículos do Estado e o atual Secretário Reinhold Stephanes.

A ex-Secretária disse que foi feito um estudo para resolver os problemas de administração com a frota do Estado. Conforme Nogara, foi levantada a proposta de uma empresa administrar a frota, sendo contratada a empresa JMK para realização dos serviços. Dinorah disse ainda, que houve falhas no contrato entre a JMK e o Governo do Estado. Questionada pelos deputados sobre as frequentes denúncias sobre o mal funcionamento dos serviços e renovação de contratos, a ex-secretária alegou que durante o período em que esteve à frente da pasta entre os anos de 2013 e 2016, a JMK foi competente na manutenção da frota.

O atual Secretário Reinhold Stephanes disse que o contrato com a JMK se expirou e diante das diversas irregularidades apresentadas o Governo decidiu por romper o contrato, abrindo uma licitação emergencial para suprir a necessidade dos serviços de manutenção da frota do Estado.